Resultado da autópsia revela que Amy Winehouse não usou drogas

Os testes toxicológicos realizados após a autópsia no corpo de Amy Winehouse não revelaram a presença de drogas ilegais, informa a agência Associated Press. A informação é de um representante da família da cantora.

Segundo a família, os exames detectaram a presença de álcool no corpo da cantora, mas ainda não explicaram se a bebida teve papel determinante em sua morte.

Amy Winehouse foi encontrada morta em sua casa, em Londres, em 23 de julho. Os resultados iniciais da autópsia foram inconclusivos.

Dias depois da morte de Winehouse, tabloides britânicos publicaram que a cantora tinha comprado cerca de R$ 3 mil em drogas na noite anterior.

Já a família da cantora afirmou que ela teria morrido em decorrência de uma forte abstinência de álcool, alegando que ela tinha parado de beber três semanas antes de morrer.

Janelle Monáe vai lançar versão instrumental de seu disco

A cantora americana Janelle Monáe, que foi confirmada no dia extra do Rock in Rio, se prepara para lançar uma versão instrumental de seu (EXCELENTE) álbum de 2010 “The ArchAndroid (Suites II and III)”.

Por meio do seu perfil no Twitter, ela explicou que mais informações sobre o lançamento serão divulgadas em breve e que não há chance de um novo disco antes desse projeto. Segundo a revista britânica “NME“, Janelle também confirmou participação em “All of me“, novo disco da cantora Estelle.

A cantora, que abriu os shows de Amy Winehouse no Brasil em janeiro deste ano, faz show no Rock in Rio no dia 29 de setembro. Ela se apresenta na mesma noite de Jamiroquai, Stevie Wonder, Ke$ha e Joss Stone.

Lady GaGa sobre Amy Winehouse: “Ela mudou a música pop para sempre”‎

E todo mundo quer saber a opinião de Lady GaGa sobre a morte da Amy

A cantora norte-americana falou novamente sobre a morte da artista de “Rehab” e explicou a forma como lida com a fama.

Lady GaGa falou sobre a morte de Amy Winehouse no programa de televisão The View ontem à noite e explicou também a forma como lida com drogas e a fama. Além de dizer que a cantora de “Back to Black” “mudou a música pop para sempre”, GaGa acrescentou: “Fiquei completamente devastada e muito triste. Fiquei tão chocada que não consegui falar durante 48 horas”.

Aquilo que podemos aprender com isto é que a imprensa gostam de distorcer as coisas e dizer ‘podemos aprender alguma coisa com a morte da Amy‘. Eu não acho que a Amy precisasse de aprender o que quer que fosse, a lição deve ser para o mundo, que deve ser mais compreensivo com as super-estrelas. Foram todos muito duros com ela”, continuou GaGa.

Falando sobre a forma como lida com a fama, a cantora norte-americana disse:

É uma vida muito solitária. Mas penso que isso é uma das razões porque gostamos dela. Não podemos ter ambas as coisas, não podemos gostar de ouvir alguém a cantar canções tristes sobre corações partidos e não esperar que ela esteja realmente de coração partido”.

GaGa confirmou já não ser consumidora de drogas duras, mas que “às vezes faço parte do clube verde”…

Entenderam né?

GaGa curte um cigarrinho do capeta...

Lady GaGa: “Amy Winehouse me deu esperança”

Durante uma visita a uma rádio de Los Angeles nesta quinta-feira, Lady GaGa compartilhou sua opinião sobre a passagem de Amy Winehouse – e contou a história emocional por trás dela balada “The Edge of Glory“.

“Eu não conhecia pessoalmente a Amy (Winehouse), eu só a amava muito”, disse GaGa. “Eu era uma grande fã, e eu era uma dançarina go-go em New York quando ela já era realmente grande. Então Amy me deu esperança.”

Ainda no rádio, a cantora também contou a história de como a morte de seu avô a levou a escrever “The Edge of Glory” com seu pai (ambos bebados de tequila), e também lamentou a morte do saxofonista Clarence Clemons, que interpreta na música.

Clarence estava no vídeo, e ele e eu nos tornamos amigos muito próximos e eu via-o como uma figura paterna em minha vida”, diz ela. “E ele morreu no dia em que o vídeo da música saiu.”

“Estou feliz que o vovô e Clarence está no céu juntos”, disse GaGa com um sorriso.

E com Amy Winehouse também, fazendo belas músicas entre as nuvens.

Veja lista dos shows internacionais no Brasil em 2011

Kate Nash vem ao Brasil pela primeira vez em fevereiro de 2011 para dois shows da “Kate Nash Tour“. A cantora se apresenta no dia 24 daquele mês no Rio de Janeiro, no Circo Voador, e no dia 25 em São Paulo, no HSBC Arena.Para o show de São Paulo, os ingressos custam R$ 150 (pista em primeiro lote) e R$ 300 (pista premium e camarote). A data do início da venda será anunciada em breve pela casa. Para o show do Rio de Janeiro ainda não estão definidos os preços nem o dia da venda das entradas.

A cantora Cyndi Lauper, famosa nos anos 1980 pelos hits “Girs just wanna have fun”, “Time after time” e “True colors“, fará uma série de shows no Brasil em fevereiro de 2011. Não há informações sobre valores e data das vendas de ingressos. Segundo o selo Lab 344, que lançou o último álbum da artista (“Memphis blues“) no país, ela irá cantar em seis capitais brasileiras: Rio de Janeiro, Sao Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre, Florianopolis e Recife.

Como dissemos anteriormenteRihanna confirmou pessoalmente que trara sua  turnê “Last Girl on Earth” ao Brasil. Ainda não há data divulgada.

Dona de hits como “Rehab” e “Valerie“,  a polêmica Amy Winehouse se apresenta no Brasil em janeiro de 2011. Os shows acontecem em Florianópolis (no dia 8), Rio de Janeiro (11), Recife (13) e São Paulo (15).
Duas revelações da soul music abrem as apresentações de Amy no Brasil: os cantores americanos Janelle Monae e Mayer Hawtorne. (rezem para a cantora aparecer).

No Rio, os ingressos custam de R$ 700 (pista premier e camarotes) a R$ 180 (cadeira nível 3). Em Florianópolis, as entradas saem por R$ 300 (camarote) e R$ 100 (pista). Os preços dos ingressos para Recife e São Paulo ainda não foram divulgados.

Formada pelos suecos Marie Fredriksson e Per Gessle,  a dupla Roxette se apresenta em abril, nos dias 12, 14, 16 e 17 em Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, respectivamente.

A banda ficou famosa ao emplacar diversos hits como “Listen to your heart”, “It must have been love”, “The look”, “How do you do” e “Joyride”. Os preços dos ingressos ainda não estão disponiveis.

A banda irlandesa U2 apresenta sua turnê “U2 360º” no dia 9 de abril, no Estádio do Morumbi, em São Paulo. O show de abertura será da banda inglesa de rock Muse.
Os ingressos para o show começam a ser vendidos no dia 7 de dezembro, e custarão entre R$ 70 e R$ 1 mil.

A atriz e cantora mexicana Anahí Puente virá ao Brasil novamente para começar a versão 2011 de sua turnê, com a participação do também ex RBD Christian Chávez. Nos dias 26 e 27 de março de 2011, respectivamente no Rio de Janeiro e em São Paulo, a dupla de ex-RBDs vão cantar juntos vários sucessos do extinto grupo mexicano. Um almoço com Anahí e Christian custará R$ 1.200, enquanto o ingresso “Meet & Greet”, que dá direito a conhecer os cantores e ficar na área vip do show, está custando R$ 500. Os valores dos setores do show em cada cidade ainda não foi divulgado.

Criada nos Estados Unidos em 2004, a banda de pop rock Paramore se apresenta em Brasília (dia 16 de fevereiro, no Ginásio Nilson Nelson), Belo Horizonte (17, no Chevrolet Hall), Rio de Janeiro (19, no Citibank Hall), São Paulo (20, no Credicard Hall) e Porto Alegre (22, no Teatro Bourbon). Ainda não foram divulgadas informações sobre preços de entradas e início das vendas de ingressos.

A quarta edição do evento acontece nos dias 23, 24, 25 e 30 de setembro e 1 e 2 de outubro de 2011, no Parque Olímpico Cidade do Rock, no Rio de Janeiro. As primeiras atrações internacionais  já foram anunciadas pelos organizadores: as bandas Metallica, Red Hot Chilli Peppers, Snow Patrol, Motörhead e Coheed and Cambria. O Rock in Rio Card custa R$ 95 (meia) e R$ 190 (inteira) e só pode ser adquirido no site oficial do festival. Cada pessoa pode comprar no máximo quatro ingressos.

 

Preparem os bolsos! Guardem o decimo terceiro!!!

2011 vai rolar muita coisa bacana!

Amy Winehouse ainda surpreeende

Amy Winehouse… sempre Amy Winehouse! Quando você acha que ela tá melhor, olha o que acontece…

De acordo com o jornal inglês “Daily Mail”, Amy começou sua maratona de dezesseis horas pelos pubs ingleses na noite de segunda-feira (2) e terminou sua noitada apenas às 9h30 da manhã do dia seguinte.  Durante a noite, ela encontrou com a atriz Mischa Barton e bebeu ao lado do pai do comediante Russell Brand, Ron, e do roqueiro Kristian Marr.

Em entrevista ao “The Sun”, o taxista Michael Prenpeh, que levou Amy para casa, em Camden, contou que ela esqueceu de pagar a conta e foi durante todo o percurso dormindo no banco. “Ela estava completamente bêbada e não tinha ideia do que estava acontecendo. Me disse que o namorado não a respeitava e eu lhe dei um lenço de papel.”

Tem como não amar?